Missão da Nasa pode salvar Terra do fim do mundo

A Nasa (Agência Espacial Americana) revelou que a sua mais nova missão é pousar em cima de um asteroide. Astronautas e astrônomos dizem que este projeto pode colaborar para deter um possível “fim do mundo”. A equipe da Agência está planejando testar um “trator gravitacional”, que afastaria um asteroide em rota de colisão com a Terra para impedir o choque entre os dois. As informações são do site britânico Daily Mail

A Agência está trabalhando em uma técnica que envolve uma sonda robótica, que voaria ao lado da rocha espacial durante meses ou até anos, gradualmente empurrando-a para fora do curso. O executivo responsável pelo desenvolvimento do programa NEO, Near-Earth Object (Objetos Próximos da Terra, em tradução livre), Lindley Johnson, declarou em março deste ano que o programa ainda precisa ser estudado adequadamente antes de qualquer tentativa em “prever o que o universo nos reserva”

A missão está sendo apontada como um “grande passo no caminho para Marte”. A Agência espera encontrar um asteroide que esteja entre sete e dez metros de largura. Com essas medidas, a rocha será capaz de ser “rebocada” pelo trator que a Nasa

A cápsula de Órion é outro projeto que está sendo planejado pela Nasa e pode ser lançado em 2021. A pequena nave seria tripulada por somente um astronauta, que pousaria em cima do asteroide para colher amostras do solo da rocha, que seriam analisadas por especialistas da agência

De acordo com a Nasa, os asteroides podem ser utilizados como um “ponto de parada” para os astronautas que estão viajando para Marte. A missão NEO tem previsão de ser realizada somente em 2030

Um dos principais objetivos em visitar um asteroide seria a obtenção de uma amostra do núcleo da rocha, que revelaria suas camadas internas. Tal amostra poderia fornecer informações sobre a idade do sistema solar e como ele pode ter sido formado

A Nasa revelou que alguns de seus astronautas já estariam em treinamento para missão. O treino aconteceu em um tanque de água gigante, que é utilizado para simular a ausência de peso no espaço

Comentar

Seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*