Casa do Mel de Viseu

O Prefeito Cristiano Vale participou hoje da inauguração da Casa do Mel de Viseu, como agente público e parceiro no empreendimento através da Prefeitura Municipal de Viseu, que finalizou as obras do prédio denominado, Casa do Mel de Viseu como um Entre Posto que vai beneficiar o mel produzido na região, mais uma forma de agregar valores com a comercialização de um mel puro; foi a liberação do selo municipal do SIM (Selo de Inspeção Municipal) do município de Viseu, esse SELO vai dar autenticidade e confiabilidade da pureza do produto e será uma forma de valorizar todos os produtos agregados ao MEL  
A extração de Mel através da criação de abelhas é uma forma racional e econômica para a produção de mel, polém, própoles, geleia real e cera. Em Viseu foi iniciada em 1985 pelo Sr. Jorge Moura, incentivado pelo Padre Carlos Verzeletti, em 1998 formou-se a associação AVAPIS (Associação Viseuense de Apicultores) como o objetivo de organizar os produtos e sua comercialização.
Todos enfatizaram a importância da parceria do poder público com as associações de classe citando os parceiros: prefeituras, EMATER, SAGRI e Bancos Oficiais de custeios, entre outras.
O Empreendimento da Casa do Mel tinha algumas dificuldades de concluir as obras do Entre Posto (Casa do Mel), mas o prefeito Cristiano sensível e um incentivador do agronegócio disponibizou as condições financeiras para a conclusão da Obra e transformar o sonho em uma realidade.
Segundo o presidente da Associação Antônio Patrick, que agradeceu o prefeito Cristiano pelo respeito como tratou os associados recebendo-os e disponibilizando os recursos das formas como foram agendadas. E sem citar nomes disse que diferentemente dos ex-prefeitos que marcaram agendaram e não os receberam fugindo pelos fundos da Prefeitura.
O prefeito Cristiano disse que o homem público tem que ser o indutor do processo produtivo de sua região e já está orçado recurso para a aquisição de uma maquina de embalar sache e que a Prefeitura vai doar caixas a Associação de forma gradativa, conforme a disponibilidade financeira e o projeto não podem parar por ai, que este ano sendo um ano politico cria-se algumas dificuldades, nas que no segundo semestre, será trabalhado o projeto de para aquisição de um caminhão para transportar a produção, um carro para a diretoria e mais caixas para buscar novos associados, que esse projeto poderá ser por órgãos governamentais ou emendas parlamentar
Portal Viseu          

Deixe uma resposta