Sem assistência, grávida perde bebê após acidente

Fernanda Oliveira, de 36 anos, foi uma das pessoas atingidas por um veículo no último dia 15 de maio, na avenida Augusto Montenegro, em frente à Secretaria de Educação do Estado do Pará (Seduc).
No dia do acidente, Fernanda tinha se encaminhado à Seduc pra entregar a documentação para sua contratação. Ela começaria a trabalhar como merendeira semanas depois, mas até o momento não teve condições de iniciar no novo emprego.
Segundo Maria de Nazaré Oliveira, tia da vítima, Fernanda ficou quatro dias internada no Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência (HMUE) e depois foi transferida para o Hospital Divina Providência. No último sábado (31), Fernanda, que estava grávida, perdeu o bebê que esperava há quase dois meses.
Além de perder o bebê e sem assistência, Fernanda não sabe quando conseguirá trabalhar. Foto: Arquivo Pessoal.
De acordo com a tia da vítima, ela está com a perna inflamada e passará por nova avaliação médica na próxima sexta-feira (06). Apesar do risco de perder a perna, a família de Fernanda acredita que o procedimento cirúrgico não será necessário.
(DOL)

Deixe uma resposta