Prefeitura de Viseu realiza dia “D” da campanha Novembro Azul

Depois do Outubro Rosa, chegou a vez do Novembro Azul, mês internacionalmente dedicado as ações de prevenção e detecção precoce de câncer de próstata e à saúde do homem.
A Prefeitura de Viseu, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, promoveu nesta quarta-feira (18/11), o Dia “D” da Campanha “Novembro Azul”, no Salão Paroquial, centro da cidade. A iniciativa voltada ao público masculino tem o intuito de promover e facilitar o acesso as consultas médicas odontológicas e de enfermagem, solicitar exame PSA e distribuir material educativo sobre as doenças mais comuns, hábitos de vida saudável e saúde sexual.
Estiveram presente no evento o Vereador Franklin, Marco Antônio, chefe de gabinete, o Juiz da Comarca de Viseu, Dr. Lauro Alexandrino e o Palestrante Antônio Marcos, Farmacêutico.
Segundo a Secretaria de Saúde, Valderez Fortunato, a campanha é uma forma de atingir o público masculino, que apresenta mais resistência a procurar cuidados médicos e a realizar atitudes preventivas. “Os homens precisam entender que a prevenção ainda é o maior aliado da saúde, bem como detectar qualquer adoecimento precocemente trará mais chances de cura ou tratamentos menos invasivos”, explicou.
O “Novembro Azul” é um movimento recente, porém, já é realizado em diversas partes do mundo e simboliza a luta contra o câncer de próstata.
 
Câncer de próstata
Depois do Outubro Rosa, que alertou a mulher sobre o câncer de mama, a campanha “Novembro Azul” chama a atenção dos homens para os riscos da próstata. O homem ainda tem muito preconceito contra o exame que detecta o câncer. Por conta desta rejeição, a incidência é alta.
O exame de próstata chamado de toque retal e o PSA (Antígeno Prostático Específico), que é feito no sangue, são de fundamental importância para a saúde do homem, por isso os exames preventivos são importantes, quanto mais cedo for detectado o problema, maiores as chances de cura, já que alguns tumores podem crescer de forma silenciosa, espalhando-se para outros órgãos e podendo levar à morte.
Por: ASSCOM – Assessoria de Comunicação da Prefeitura

Deixe uma resposta